Como é que o Team Building leva à coesão das Equipas?

28.9.2021 / por Ana Duque

capa blogpost teambuilding coesao

A coesão entre equipas surge quando o trabalho é desenvolvido com base numa interação positiva constante, de modo a atingir um objetivo comum. Quando se chega a este ponto, a performance ao nível individual passa para “segundo plano” e o foco passa maioritariamente para aquilo que é o alcance enquanto unidade (ainda que seja importante reter que os esforços individuais devem, obviamente, ser reconhecidos).

A coesão enquanto equipa não é algo que se alcança da noite para o dia ou apenas porque se quer muito. No que toca a formar e a desenvolver uma equipa coesa, precisamos de nos referir a um processo que contém várias fases: a fase da junção propriamente dita; o momento em que alguns confrontos podem acontecer; o momento em que a “poeira assenta” e, por fim; o momento em que a equipa demonstra verdadeiramente o tão aguardado desempenho.

Quando um grupo de Pessoas alcança este último estado, em que já trabalha como uma equipa coesa, o trabalho mais difícil está concluído, ou seja, a partir deste momento os níveis de produtividade ganham um novo relevo. A equipa passa a estar completamente focada em atingir os objetivos traçados e cada elemento do grupo está perfeitamente ciente de qual o seu papel e de como intervir no caso de qualquer outro elemento necessitar de apoio.

Como referido anteriormente, trata-se de um processo faseado e, na grande maioria das vezes, não linear. O trabalho do Team Building, nestes casos, não se resume a atividades de divertimento no seu estado puro para um grupo de Pessoas, mas, antes, atividades que, embora possam ter uma vertente mais fun, devem ser acompanhadas de uma forte componente pedagógica e de liderança e, até, por exemplo, de algumas “inversões de papeis” (pequenos momentos que servem para reequilibrar os elementos da equipa e dar-lhes consciência da realidade de cada um).

O Team Building é a “cola” que agrega fatores essenciais como uma liderança forte, objetivos previamente definidos, limites ou comunicação bilateral, uma vez que oferece as metodologias necessárias para que um grupo aprenda a funcionar como tal.

 

Team Building – a formação do grupo

Como o próprio nome indica, referimo-nos ao momento em que o grupo é formado, no qual também é transmitido a todos os elementos que irão, a partir daí, trabalhar como equipa e quais os objetivos para eles traçados.

Nesta fase, todos os membros devem começar a relacionar-se num ambiente sem pressões, descontraído e com um espírito fun, sendo aqui que, entre si, se começam a aperceber do perfil dos restantes elementos, dos seus pontos fortes e pontos fracos.

 

Team Building – a “tempestade” em grupo

Nesta fase são esperados alguns conflitos, dado que cada elemento, ainda que já com a noção de que são um grupo e de que o objetivo passa por se tornarem numa equipa, procura estabelecer-se com uma figura de relevância dentro do grupo, o que coloca à prova os limites entre cada um.

Muitas vezes encaramos um conflito como algo mau e evitável, mas, quando é gerido da melhor forma, este pode ser aproveitado para obter uma melhor comunicação e um ambiente em que todos se sentem válidos a partilhar os seus pontos de vista. Além disso, há um sentido de confiança inerente a esta fase, pois é a partir daqui que se torna importante motivar os restantes elementos e aprimorar as suas skills para a resolução de problemas.

 

Team Building – quando a “poeira assenta”

Após um período de tempestade, vem sempre a bonança, ou seja, este é já um momento mais calmo, em que cada elemento já está perfeitamente ciente do seu papel e responsabilidades e de como estes se integra no papel dos restantes. No entanto, uma vez que tudo está bem delineado, poderá haver uma tentação para a complacência, a qual deverá ser desafiada constantemente por todos.

 

Team Building – É tempo de atuar

A equipa atinge o seu pico em termos de performance, ou seja, trabalham juntos, em sintonia, há comunicação constante em direção aos objetivos e prazos estabelecidos. Ao passo que, na fase da tempestade, o ego de cada um poderia tomar partido de algumas situações, na fase final já não há espaço para isso. A este ponto, todos sabem que o sucesso da equipa depende do trabalho coletivo.

 

Podemos afirmar, então, que estamos na presença de uma equipa coesa graças a uma estratégia bem delineada de Team Building.

 

oferta formativa team building 2021

Pedir Proposta

Tópicos: Soft Skills Produtividade Talentos Gestão de Recursos Humanos

Ana Duque

Escrito por Ana Duque

Diretora da Qualidade e Compliance da RHmais

Receba as nossas dicas, boas práticas e novidades

Artigos do Blog

eBook Gratuito
Guia Prático “10 Medidas Contra o Absentismo”
Guia Prático 10 Medidas contra o Absentismo Rhmais.png
Descarregar E-book.