Lionesa cuida do regresso de cinco mil trabalhadores

30.6.2020 / por Ana Castro

 

Ana Castro Lionesa 

Ainda o Governo não tinha decretado o confinamento obrigatório e mais de 70% das 110 empresas instaladas no centro empresarial da Lionesa, em Leça do Balio, Matosinhos, já estavam em teletrabalho. Três meses volvidos, o regresso tem acontecido gradualmente e, para garantir uma maior segurança dos cinco mil trabalhadores, foi instalado um centro de testes à Covid-19.

Desde o início do mês, já foram testadas cerca de 100 pessoas. "Prevemos que, neste mês, cerca de 20% das pessoas regressem e que o número vá aumentando até aos 50% em setembro", referiu ao Jornal de Notícias Eduarda Pinto, diretora-executiva da Lionesa. Daí que, nesta fase, o foco esteja na "segurança e bem-estar de todos os trabalhadores". "Ainda que as empresas já estejam muito habituadas ao teletrabalho, essa modalidade não substitui o contacto das equipas e a necessidade de os gestores estarem com os trabalhadores", explicou a diretora, garantindo que na Lionesa "só se registaram três casos positivos de Covid-19".

Ouzana Silva, 45 anos, empregada de balcão de um takeaway, foi ontem uma das funcionárias testadas. Visivelmente nervosa, acabou por desabafar que "não foi difícil". "Pensei que era pior", disse, salientando que tem trabalhado "com todos os cuidados". Também Mariana Rocha Ferreira, do Slash, já testou todo o staff: "Era fundamental testarmos para garantirmos total segurança". No restaurante de comida saudável, difícil está a ser manter o espaço aberto, com uma média de 20 refeições servidas por dia, quando antigamente era de 100". "Estamos 90% dependentes das empresas do centro empresarial e os custos mantêm-se", resumiu. A prioridade de "não despedir ninguém" foi mantida.

MAIORIA EM TELETRABALHO

Só às instalações da RHmais, onde se trabalha "24 horas por dia, 365 dias por ano", estão afetos 800 funcionários. Em simultâneo, normalmente, serão uns 560. Ontem, estavam no escritório da Lionesa "apenas sete", confirmou a diretora, Ana Castro. A pandemia obrigou a uma reestruturação da empresa, que teve de arranjar "300 kits de computadores e 250 bandas largas" para o teletrabalho. "No próximo mês regressam só os funcionários que quiserem", garantiu Ana, que está a contar com cerca de "30 a 40 pessoas".

 

Fonte: Jornal de Notícias Porto, 23-06-2020

Tópicos: Gestão de RH RHmais Vodafone Portugal RHmais Lionesa Teletrabalho

Ana Castro

Escrito por Ana Castro

Diretora Projeto Lionesa

Receba as nossas dicas, boas práticas e novidades

Artigos do Blog

eBook Gratuito
Guia Prático “10 Medidas Contra o Absentismo”
Guia Prático 10 Medidas contra o Absentismo Rhmais.png
Descarregar E-book.