Blog Multitempo

O que procuram as novas gerações?

6/nov/2018 11:00:00 / by Francisco Paquete

Francisco Paquete

O que procuram as novas gerações?

Os Millennials e a geração Z são habitualmente conotados a empregos de curta duração. Porque procuram os jovens estas experiências de curta duração?

O mercado de trabalho está a ser inundado pelos irreverentes Millennials (geração Y) e, mais recentemente, Centennials (geração Z). Por toda a internet não faltam artigos sobre os seus objetivos orientados a curto prazo, a priorização do work-life balance e a vontade de evoluir continuamente, mas serão estas apenas características das novas gerações ou dos jovens no geral? Qual é efetivamente a novidade no mercado de trabalho?

Um estudo recente da Deloitte, o Deloitte Millennial Survey 2018, confirmou que:

  • 43% dos Millennials e 61% dos Centennials planeiam trocar de emprego dentro de dois anos;
  • apenas 28% dos Millennials e 12% dos Centennials ponderam permanecer no mesmo local de trabalho durante mais de 5 anos.

Imagem1

Efetivamente, estes dados mostram-nos que o trabalho temporário pode ser mais aliciante para as camadas jovens, mas não comprovam que esta é uma mera tendência das gerações Y e Z. Aliás, enquanto que neste momento 22% dos Millennials dizem estar há mais de 5 anos com o mesmo empregador, no início dos anos 2000, 21% da Geração X afirmava o mesmo. Isto significa que esta poderá ser uma tendência não das gerações recentes, mas dos jovens no geral. O que mudou então?

Aparentemente, esta tendência para o chamado job-hopping (a arte de saltar de emprego para emprego) acentua-se em grupos com educação superior. Em Portugal (e nos países desenvolvidos em geral), o número de indivíduos com formação superior é cada vez maior. Esta mão de obra simultaneamente jovem e qualificada, é uma das prováveis causas da crescente popularidade dos trabalhos temporários.

Imagem2

A ideia de temporário é claramente aliciante para os mais jovens. O facto de ainda não terem dependentes ou grandes despesas a seu encargo dá uma maior liberdade para perseguir os seus sonhos e procurar novas experiências. Para além disso, quanto maior e melhor a formação, mais apetecíveis se transformam para os empregadores, o que lhes dá ainda mais oportunidades para experimentar novos postos de trabalho.

Trabalhar em regime de Trabalho Temporário dá outro tipo de flexibilidade ao colaborador e, ao decorrer em períodos mais curtos, significa mais experiências diferentes num menor período de tempo. Como confirmam dezenas de artigos, esta é uma situação ideal para os Millennials e Centennials, os quais procuram evoluir constantemente através do contacto com novos meios, pessoas e ambientes.

A verdade é que há cada vez mais oportunidades de trabalho temporário e razões também não faltam para as aceitar. Um jovem que procure um ambiente dinâmico, onde as suas prioridades e objetivos são renovados constantemente, não tem melhor opção do que esta. Desde poder experimentar várias funções às inúmeras oportunidades de viagens e networking, é nesta modalidade que encontram também mais espaço para o tão desejado work-life balance.

Fonte: Deloitte Millennial Survey 2018 e Revista Sábado

 

Topics: Multitempo, Trabalho Temporário, Millennials, job-hopping, geração Z, work-life balance, mercado de trabalho

Francisco Paquete

Written by Francisco Paquete

Francisco Paquete, Assistente de Marketing Grupo RHmais.