Blog Multitempo

A eficácia da seleção no trabalho temporário

3/ago/2017 15:03:00 / by Magda Gomes

Magda Gomes

A eficácia da selecao no trabalho temporário_Magda Gomes_Multitempo.jpg 

Um bom processo de recrutamento e seleção (R&S) é determinante para o sucesso da integração e da adaptação de um novo colaborador a um novo posto de trabalho, e esta noção é transversal e independente do tipo de contratação proposta.

Regra geral, a principal dificuldade das empresas de trabalho temporário nos processos de seleção tem a ver com os prazos disponibilizados pelos clientes para a sua concretização. Na maioria das situações, as empresas têm de responder em 24 ou 48 horas com candidatos devidamente habilitados, motivados e disponíveis para trabalhar de imediato com as condições que lhe são propostas.  

É muito importante que as empresas utilizadoras de trabalho temporário tenham esta ideia de que os ‘timings’ de resposta nos processos de R&S, na generalidade, são mais reduzidos, pois este é o principal desafio que encaramos. Para que seja possível executá-lo de forma eficaz, é fundamental que as equipas de recrutamento sejam experientes e tenham um profundo conhecimento desta área de atividade – para que a margem de erro seja reduzida ao mínimo e o sucesso da seleção seja garantido.  

Estas equipas trabalham principalmente por antecipação, prevendo futuras necessidades dos clientes e iniciando os processos de R&S antes mesmo de o cliente efetuar o pedido. Desta forma, a Multitempo considera que as relações de parceria estabelecidas e o profundo conhecimento do cliente promovem o sucesso e a adequação das respostas.  

Quando todos falam em controlo de custos, poderá existir a tentação, por parte das empresas utilizadoras de trabalho temporário, de olhar em primeiro lugar para os preços em detrimento da qualidade. Neste contexto, a falta de cuidado na avaliação e na adequação dos candidatos às ofertas de emprego torna-se mais visível e isso não contribui em nada para a dignificação do trabalho temporário.  

A Multitempo defende a permanente preocupação em garantir às empresas suas clientes que os serviços disponibilizados são desempenhados por uma equipa de profissionais especializados, qualificados e tecnicamente habilitados na realização de processos de recrutamento e seleção, e que as ferramentas utilizadas nos processos são devidamente certificadas. Por outro lado, o aproveitamento do profundo conhecimento e da proximidade que existe com os clientes sobre as suas necessidades, as suas expectativas, as equipas e a cultura organizacional, permite desenvolver um serviço de R&S de uma forma mais ajustada e diferenciada, pois conhecemos bem os perfis requeridos e valorizados pelos clientes. Também as preocupações no acolhimento e na integração dos trabalhadores temporários nas empresas terão de merecer a máxima atenção, pois a rapidez e a eficácia que se exige ao trabalhador temporário na sua integração no posto de trabalho poderá ser atenuada se a empresa cliente estiver atenta a essa exigência e se puder ajudar a essa integração, acelerando assim o atingimento dos objetivos propostos. Por fim, realçamos a importância de os trabalhadores temporários estarem abrangidos pelas políticas de recursos humanos implementadas no cliente, pois a perceção de pertença facilita a integração e contribui para um bom desempenho da função; e nesse sentido a Multitempo procura facilitar a implementação e acrescenta também medidas que vão de encontro às práticas dos seus clientes.  

O trabalhador temporário é um recurso valioso no funcionamento das empresas, pois não só soluciona uma necessidade temporária como pode vir a preencher uma vaga permanente, aproveitando assim o ‘know-how’ que foi adquirindo enquanto trabalhador temporário.

Topics: Multitempo, Trabalho Temporário

Magda Gomes

Written by Magda Gomes

Diretora Técnica da Multitempo.